quinta-feira, 24 de maio de 2012

Olhos infinitos



E os meus olhos contemplam o infinito
Não como antes,
antes eles eram finitos
E e contemplavam parcialmente
Hoje, hoje são infinitos
e avistam além,
Além das colinas...
São olhos de menina,
removidos, renascidos
Das mãos divinas.

Magna Vanuza Araújo
|Direitos Reservados|

Um comentário:

  1. "São olhos de menina,
    removidos, renascidos
    Das mãos divinas".


    PERFEITO ;)

    ResponderExcluir